Ela falou de amor, abriu seu coração, mas ele nem ligou.
Ela pediu uma resposta, qualquer resposta, pelo menos um não, mas ele a ignorou.
E a tal resposta, que pra ela seria muito, nunca veio.

Ela pensou que ele também tivesse dúvidas, e que assim como ela, procurasse as respostas, mas não foi bem assim, ele não ligou.
Talvez o amor que ela lhe ofereceu foi pouco demais, pequeno demais, ou foi tão demasiado que ele não pôde suportar, e ela coitada, achou que ele diria sim e que a passos largos voltaria pro seu mundo.

Mas bem pior do que o não, teve a indiferença como resposta daquele que tanto ama. Perdeu-se de novo no seu talvez, e sem a resposta decisiva não teve pra onde seguir.

Mas como pode uma menina tão viva, tão alegre, tão colorida jogar seu destino nas mãos de um outro alguém, que sequer quis ceder-lhe um não, que a julga tão inferior pra receber uma verdade, que não percebe a sua dor.

Talvez as coisas tenham acontecido depressa demais, ou esse sentimento seja muito tardio. E agora está perdida no meio do caminho, e na cabeça o dilema: Esquecer pra seguir em frente ou seguir em frente pra esquecer? Vai durar uma vida e ela não vai se decidir, essa resposta não é dela e ele se nega a responder. Ai que confusão, quanta pergunta quanta resposta, tudo seria simplesmente resolvido com um sim ou não!

 

tumblr_muxm4hpxtd1s6csm7o1_400

1 comentário. Deixe novo

só choro! essa história é minha e de uma pessoa que um dia foi um grande amigo! Jaque sua linda tocou muito meu coração! amo as suas escritas! Conseguiu tirar lágrimas aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *