Gente, há uma semana meu celular e inbox do Facebook pessoal estão bombando. Várias pessoas querendo saber se sou eu mesma na propaganda da Netflix.

A maioria das pessoas que perguntaram seguiram uma mesma sequência então vou aproveitar e contar pra vocês nessa ordem, ok?

1 – Jaque, é você?

Sim, sou eu! Hahahaha

Confere aqui no vídeo:

2 –  A história é real, ou era um texto pronto?

Infelizmente é real, eu sofri bullying na escola, de forma mais intensa no final do ensino médio, por causa do meu corpo/peso. Para a propaganda, que é de aproximadamente 2 minutos, a produção selecionou apenas alguns trechos da história, porque tiveram muitas outras situações de humilhação.

3 – Você não teve vergonha de falar sobre isso, assim pra todo mundo?

Pra ser sincera, não. Na verdade é mais doloroso do que vergonhoso. Esse foi um tempo muito difícil na minha vida em que tive que lidar sozinha com uma maldade gratuita e inesperada. Quando tudo acontecia eu via absolutamente TODOS rirem das piadas, brincadeiras, abusos, simplesmente porque era engraçado e ninguém via problema nas agressões que eu sofria. Porque eu era gorda mesmo, então não tinha nada demais escutar umas verdades. (Chega né?)

Então, dói porque eu me recordo de tudo o que aconteceu, mas vergonha quem tem que sentir são as pessoas que têm coragem de fazer isso com outro alguém.

4 – Nossa, mas você é tão segura! Nunca imaginei que tivesse passado por isso.

Meninas, eu sempre me aceitei e amei assim como sou. O bullying foi algo que enquanto aconteceu diminuiu minha autoestima, minha vontade de viver e me relacionar com as pessoas, mas quando a escola terminou e eu pude me afastar dos agressores as coisas foram voltando ao que era antes. Ainda assim eu sempre me pergunto o que teria sido de mim, da minha história se eu tivesse escutado tudo o que eles disseram.

Um dia eles disseram que eu era um lixo, que eu era nada. Hoje eu sei que sou protagonista da minha vida, eu posso ser tudo o que eu quiser.

5 – Miga, me dá um autógrafo?

Mentira, não tô famosa por isso kkkkk.

Mas tô muito feliz, muito grata pela oportunidade de compartilhar um pedacinho da minha história, mesmo que  a parte triste, porque eu luto todos os dias pra poder dizer que somos todos iguais. Se eu pudesse abraçaria cada pessoa que passou ou passa por situações assim e dizer que é tudo maldade, que não se pode dar ouvidos a elas. Que a vida é linda e que vale a pena lutar!

6 –  O que achei sobre essa experiência?

Gente, eu fiquei extasiada com a onda de amor que recebi. Foram muitas mensagens de força, de gente que me conhece e quer bem, de gente que não me conhece, mas que se solidarizou com o que vivi. Pessoas que quiseram dividir suas histórias comigo.

Eu desde que gravei já estava me preparando para alguma mensagem que pudesse me chatear, afinal sempre tem né? Mas já faz uma semana e a única que vi foi de alguém que escreveu a palavra GORDA 5x, mas eu nem liguei, afinal não é que eu sou? Hahahahahaa!

De tudo isso, e por tantas coisas que partilharam comigo, percebi que as pessoas consideram o bullying normal, afinal de contas é algo comum e todo mundo passa por isso um dia. Mas não é normal, e dar voz à essa causa não é “mimimi”, não é ser vitimista ou coitadinha(o).

Falar sobre isso é poder conscientizar as pessoas de que palavras machucam, de que perseguição, agressão verbal e física podem levar o agredido a depressão, ou até mesmo a atitudes extremas como o suicídio, assim como aconteceu com a personagem da série 13 Reasons Why. Todo mundo erra, o que não dá é pra continuar levando isso em frente. Não dá pra continuar sendo um Porquê na vida de alguém.

Não dá também pra aguentar situações como essa sozinha ou calada, por isso se você estiver passando ou passou por situações assim, procure ajuda. Fale sobre como você se sente, denuncie, mas nunca, NUNCA dê ouvidos a quem diz essas coisas.

Nunca se esqueça, você na sua singularidade tem muito valor! Somos diferentes em aspectos físicos, em escolhas, orientações, mas em direitos somos todos iguais!

E se precisar conversar, não esqueça que eu tô aqui hein?

Beijão pra vocês da nova famosinha (sqn), hahahahaha.

Ah, veja também o vídeo com os outros participantes da propaganda:

8 comentários. Deixe novo

É isso aí,amiga! Infelizmente passamos por situações como essas…mas hoje estamos aqui firme e forte, nos amando cada dia mais.

Trabalhei com você na Contax é só tenho a dizer que quem fez isso com você perdeu a oportunidade de conceder a pessoa divertida e de bem. Parabéns por tudo você merece.

Melhor amiga, vc arrasou. O bullying é muito desumano. Vc é linda do jeitinho que Deus te fez.

Fabiana Fernandes
17 de abril de 2017 10:06

Jaque linda, poder compartilhar a sua experiência com mais pessoas que passam por isso é muito bacana!

Já passei por isso, em outra situação, sei que não é fácil, mais hoje eu superei.
Quero parabenizar pelo seu ato de coragem, te conheço desde muito pequena, e sempre tive uma visão muito boa de vc, por onde vc passa esbanja alegria, simplismente pela sua simplicidade de ser e agir, vc é muito mais do que podem imaginar.

Jaqueline parabéns pela sua coragem morava no seu bairro conheço seus pais nunca te conheci por uma garota má
Vai em frente

STEFANE Caroline de Souza
17 de abril de 2017 21:36

Parabéns linda, pela sua atitude, Sempre te achei muito simpática e um prazer te conhecer

Adorei prima. Sentindo aqui o maior orgulho de você. Bjss

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *